Bom dia • 24/03/2019

Frase da Semana:
"Posso todas as coisas naquele que me fortalece" (Fp 4.13).
7 de março de 2019 às 22:01
Sem comentários
Comente agora

Pimentel participa de reunião sobre situação dos matadouros em Sergipe

Na manhã desta quinta-feira, 07, o deputado estadual Luciano Pimentel participou de mais reunião no Ministério Público Estadual (MPE/SE) para discutir a situação dos matadouros interditados em Sergipe. A questão afeta diretamente a vida dos marchantes e fateiras, trabalhadores que sobrevivem do abate animal para comercialização de carne no Estado.

Acompanhado por membros da Comissão Suprapartidária formada na Assembleia Legislativa com a finalidade de buscar soluções para problemática, Pimentel demonstrou preocupação com a interdição de quase 100% dos matadouros localizados nos municípios sergipanos.

“O trabalho desenvolvido pelo Ministério Público em parceria com outros órgãos de fiscalização é fundamental para garantir a qualidade do produto que os sergipanos consomem, mas não podemos deixar de olhar para o social e zelar para que essas pessoas não percam seus empregos e assumam uma responsabilidade que não é delas”, pontua Luciano.

De acordo com o procurador-geral de Justiça Eduardo d’Avila, desde que os estabelecimentos passem por uma readequação, não há impedimentos para reabertura dos matadouros. “O Ministério Público está atento à questão social, mas não pode chancelar irregularidades e autorizar que esses locais permaneçam funcionando nas condições insalubres em que estavam operando”.

Segundo o deputado, o próximo passo é estabelecer um diálogo com os órgãos fiscalizadores, a exemplo da vigilância sanitária, e com os gestores municipais para verificar viabilidade de reativação dos locais, seja dando continuidade a administração dos matadouros pelos municípios ou até analisando a possibilidade de se explorar o espaço público por cooperativas.

“Entendemos que é hora de avançar nas discussões e buscar soluções que respeitem as normas de saúde pública e, da mesma forma, possam oferecer amparo os marchantes e fateiras, trabalhadores que dependem desta renda para sustentar suas famílias e estão sofrendo com esses fechamentos”, frisa Pimentel.

Além do procurador-geral e dos promotores de Justiça Ana Christina Brandi, Cláudia Calmon, Euza Missano, Francisco Lima e Iuri Maciel, estiverem presentes à reunião representantes da Adema, Emdagro e Vigilância Sanitária.

Por Assessoria Parlamentar

Foto: Edu Almeida

Por: Jornal Simãodiense

BANNER_HOME- NOTICIAS-VENDE

Comentários

Seja o primeiro a enviar uma mensagem