Bom dia • 17/12/2017

Frase da Semana:
"Posso todas as coisas naquele que me fortalece" (Fp 4.13).
22 de novembro de 2017 às 21:44
Sem comentários
Comente agora

Luciano Pimentel é solidário ao SOS Emprego e pede respeito das termelétricas

lUCIANO 22-11-17_1

Luciano Pimentel: em primeiro lugar, os trabalhadores

 

O deputado estadual Luciano Pimentel, PSB, se colocou solidário aos trabalhadores sergipanos que marcharam em direção ao Plenário da Assembleia Legislativa do Estado Sergipe nesta quarta-feira pelo Movimento SOS Emprego, pedindo normas claras e mais respeito no processo de contratação pelas termelétricas que estão chegando ao Estado através do município da Barra dos Coqueiros em investimentos anunciados de R$ 5 bilhões. “Não podemos aceitar o que aponta outra denúncia ouvida aqui, de que para ser selecionado, um desempregado precisa se submeter à extorsão, à desonestidade daqueles que querem cobrar para que o trabalhador possa exercer seu trabalho”, reagiu ele, duramente. 
 
Empunhando cartazes com as inscrições “SOS Emprego”, “Queremos Emprego”, “Em Busca do Que é Nosso por Direito”, centenas de trabalhadores foram denunciar ao parlamento a existência de indícios de que há manipulação na empregabilidade das termelétricas que estão por chegar na Barra. Luciano Pimentel não teve dúvidas: colocou-se ao lado de cada um dos trabalhadores e disse que seu mandato estaria a serviço da causa deles.
 
“Estaremos ao lado de vocês para buscar esse entendimento. Fico muito contente em ver essa Casa repleta de pessoas que buscam aqui não benefícios do Governo, mas uma oportunidade para a manutenção de suas famílias. O que nós queremos é que o direito de trabalhar dos senhores seja respeitado e que nós possamos utilizar para o crescimento do nosso Estado, para a geração de emprego e renda, os benefícios compensatórios que esse investimento pode trazer, e não ficarmos apenas com a poluição, com o subsídio de isenção tributária”, disse o deputado, em discurso dirigido aos trabalhadores. 
 
“Vocês não estão pedindo favor a ninguém. Vocês querem prestar seu trabalho e ser remunerados por ele. Mas, infelizmente, nós assistimos a uma passividade do Governo do Estado, que não tem exigido condições que seriam necessárias em forma de compensação para a vinda dessa empresa. Os senhores têm que ir mesmo para a mobilização e buscar seus direitos. E vocês trouxeram uma denúncia importante, a de que se exige a transferência do título de eleitor para a Barra, como se fosse para comprovar que a pessoa é daquela localidade. O emprego não aceita e nem exige isso”, disse o deputado. 
 
Diante de tantas queixas, Luciano Pimentel pôs em questionamento a transparência e a lisura das relações entre o Estado e o grupo empresarial que que está chegando. “Eu já disse várias vezes: não sei se o Estado atraiu essa empresa ou se foi essa empresa que escolheu o Estado exatamente por nossa fragilidade em aceitar tudo aquilo que eles querem. Eles não estão ouvindo a sociedade, o povo sergipano. Quero dizer que estaremos aqui vigilantes e contando que a pauta nessa Casa seja trancada até que o Governo ouça os senhores”, alertou o parlamentar socialista.
 
“Essas empresas chegam com a força de uma multinacional. São abraçadas pelo Governo, sem que sejam ponderadas as questões mais relevantes para o povo, como o emprego que hoje vocês estão a defender. Ela faz o que quer, acerta que vai utilizar de 80% a 85% de gente sergipana na obra e não cumpre. Os senhores e as senhoras são recebidos lá com a polícia. Mas eles são recebido no Palácio. Basta que façam uma ligação e são recebidos. Nós que estamos aqui não podemos nos furtar. Devemos reforçar essa denúncia que já foi feita ao Ministério Público do Trabalho, ao Ministério Público Federal e a outros órgãos para ser apurada e que o trabalhador não seja enganado. O deputado Garibalde Mendonça foi muito feliz quando disse que ninguém quer o confronto. Ninguém quer partidarizar o movimento”, disse Luciano Pimentel. 
 
Luciano Pimentel tem feito uma campanha na Alese por empresas que produzam energias limpas, menos poluidoras. E lembrou disso hoje aos trabalhadores do Movimento SOS Emprego. “Nós estamos acostumados a empresas que vêm para utilizar-se dos benefícios oferecidos pelo Estado, mas sem apresentar uma contraproposta que seja de interesse da sociedade. Tenho defendido, nessa Casa, a energia limpa. Diversos pronunciamentos foram feitos aqui neste sentido. Não fui contra, em nenhum momento, à instalação dessa usina térmica, mas ela é poluidora, vai trazer problemas para o povo sergipano, para a Barra dos Coqueiros, Santo Amaro, Maruim, Pirambu”, disse.

 

Texto e fotos: Por Assessoria Parlamentar

Por: Jornal Simãodiense

bannerNoticias

Comentários

Seja o primeiro a enviar uma mensagem