Bom dia • 24/11/2017

Frase da Semana:
"Posso todas as coisas naquele que me fortalece" (Fp 4.13).
9 de agosto de 2017 às 23:44
Sem comentários
Comente agora

Luciano Pimentel pede ação que evite o fechamento Matadouro de Simão Dias

É inadmissível que, num momento em que cerca de 13 milhões de trabalhadores brasileiros estejam desempregados, e que o desemprego atinja a 15% da população sergipana, ainda entre em pauta a possibilidade de fechamento do Matadouro Municipal de Simão Dias, no Sul do Estado, o que deixaria cerca de 400 famílias de trabalhadores a mais sem ter o que fazer funcionalmente.
 
Esta defesa foi feita na manhã desta quarta-feira, 9 de agosto, pelo deputado estadual Luciano Pimentel, PSB, em discurso na tribuna da Assembleia Legislativa. “Quero externar aqui a minha preocupação com o possível fechamento do Matadouro Municipal de Simão Dias. Há ali mais de 400 famílias que vivem e sobrevivem do seu trabalho em função das atividades do abatedouro”, diz o deputado.
 
Segundo o parlamentar Luciano Pimentel, a suspensão das atividades estaria com os dias contados. “Há uma previsão de uma audiência na justiça para o próximo dia 15 deste mês e, como consequência, poderá haver o fechamento do matadouro”, reforçou Luciano. “Entendo que todos nós devemos ter uma grande preocupação com a qualidade do alimento que chega à mesa do nosso povo”, pondera. 
 
“Entretanto, acho que precisávamos de um tempo e talvez de um Termo de Ajustamento de Conduta para que se viabilizassem, via Governo do Estado e Prefeitura do Município, os ajustes necessários para que aquele abatedouro continue a funcionar, e não tenhamos, num país de desempregados, com Sergipe com seus 15% de pessoas no desemprego, mais gente sem atividade funcional”, insistiu Luciano Pimentel.
 
“Com este gesto da interrupção vamos aí tirar o pão, ou a possibilidade de trabalho, de 400 famílias que sobrevivem em função do abatedouro de Simão Dias. Por isso venho pedir, encarecidamente, a todos os órgãos envolvidos – Governo do Estado de Sergipe, Prefeitura do Município de Simão Dias e Ministério Público -, que se unam e busquem uma solução para este caso e para que evite o sofrimento dessas famílias que hoje sobrevivem da renda auferida do trabalho de abate do gado”, disse o deputado.

Por Ascom Deputado Luciano Pimentel

Por: Jornal Simãodiense

bannerNoticias

Comentários

Seja o primeiro a enviar uma mensagem