Bom dia • 17/01/2018

Frase da Semana:
"Posso todas as coisas naquele que me fortalece" (Fp 4.13).
31 de agosto de 2016 às 08:11
Sem comentários
Comente agora

Enem: Logística de organização da edição de 2016 segue dentro do planejamento

Cerca de 600 mil pessoas estão envolvidas na preparação e aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que será realizado em 5 e 6 de novembro. Para acompanhar os processos de cada parceiro envolvido, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) promoveu mais uma reunião de alinhamento e acompanhamento na manhã desta segunda-feira, 29, no Ministério da Educação (MEC).

Participaram os representantes da gráfica responsável pela impressão das provas e do material administrativo; do consórcio aplicador do exame, composto pela Cesgranrio e Cebraspe; da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), que faz a distribuição das provas; além de uma empresa especializada em gestão de riscos, que usará tecnologia similar à adotada nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Também estavam presentes representantes do Inep e da Secretaria-Executiva do Ministério da Educação.

“É uma operação gigante. A reunião com os parceiros envolvidos mostrou que todas as estratégias do nosso planejamento estão a contento”, ressaltou a presidente do Inep, Maria Inês Fini. Ela destacou especialmente os números que envolvem a segurança do Exame, que contará com cinco mil coordenadores de equipes, 40 mil agentes (Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros) e 60 batalhões militares. “Todos os procedimentos para a realização de um exame seguro estão garantidas. As equipes envolvidas estão fazendo tudo para que os candidatos possam mostrar o que sabem”, afirmou.

Logística em números – Segundo dados apresentados na reunião, para a edição de 2016 serão impressas 16 milhões de provas (comum, ampliada, ledor e braile), além de 33 milhões de materiais administrativos. São 1.727 municípios de aplicação, 17 mil locais de prova e 77 mil malotes, que exigem 6,1 mil rotas de distribuição e 309 mil km percorridos. Para a aplicação das provas estão sendo capacitados 1.772 coordenadores estaduais e municipais, 33.336 mil coordenadores de local de aplicação e assistentes, 476.040 chefes de salas e aplicadores, 20 mil aplicadores especializados e mil coordenadores de unidades prisionais e educativas, responsáveis pela aplicação do Enem PPL, para pessoas privadas de liberdade, que será realizado em 6 e 7 de dezembro.

Segundo Eunice de Oliveira Ferreira Santos, diretora de Gestão e Planejamento do Inep, área responsável pela coordenação do processo de aplicação, as reuniões de alinhamento são essenciais para a garantia do direito de igualdade de oportunidades para milhões de candidatos inscritos. “Em termos de complexidade, a logística de aplicação é nosso maior desafio, já que instituímos novos procedimentos nesta edição, como a identificação digital e a vistoria com detector de metais em todos os banheiros. O número de inscritos e envolvidos só aumenta, revelando que esse é um exame aprovado pela sociedade”, destacou.

Para Cinara Maria Fonseca de Lima, chefe de gabinete da Secretária Executiva do MEC, a reunião de acompanhamento é valiosa para manter o controle de todas as etapas e saber como cada uma delas está sendo cumprida. “Há muito rigor na verificação do andamento das responsabilidades dos envolvidos. Esse acompanhamento dos processos, de perto, é visto pela Secretaria Executiva do Ministério da Educação como essencial para que o Enem, novamente, tenha êxito e segurança, sendo um sucesso para o governo e para os participantes”, enfatizou.

Assessoria de Comunicação Social  INEP

Por: Jornal Simãodiense

BANNER_HOME- NOTICIAS-VENDE

Comentários

Seja o primeiro a enviar uma mensagem