Bom dia • 23/10/2018

Frase da Semana:
"Posso todas as coisas naquele que me fortalece" (Fp 4.13).
30 de janeiro de 2014 às 14:06
Sem comentários
Comente agora

A vida política de Manoel Ferreira de Matos

A VIDA POLÍTICA DE MANOEL FERREIRA DE MATOS

 

Por: Eliângela Carvalho


caculo01

Natural de Paripiranga no estado da Bahia o saudoso e ex-prefeito de Simão Dias Manoel Ferreira de Matos nasceu a 14 de junho de 1931. Casou-se com Rivalda Silva Matos, os quais tiveram seis filhos: Mônica Silva Matos; Marcelo Jose Silva Matos; Marco Aurélio Silva Matos; Mitizy Silva Matos; Marcone Silva Matos e Michelle Silva Matos.

Em 1977 Manoel Ferreira de Matos, o Caçulo, elegeu-se pela primeira vez aos 46 anos como vice prefeito de Simão Dias numa chapa composta pelo ex-prefeito, Abel Jacó dos Santos (in memória) contando com o apoio do ex-governador de Sergipe, Sebastião Celso de Carvalho. A partir deste ano, o Caçulo assumiu uma grande liderança política no município de Simão Dias e até hoje só quem ganhou nas eleições municipais quem ele o apoiou.

Em 1982 Caçulo é eleito pela segunda vez onde derrotou nas urnas a irmã do senador Antonio Carlos Valadares, Laura Valadares com 15 votos de frente. Em 1993 elegeu-se pela terceira vez onde derrotou o então candidato da época Virgilio Carvalho de Oliveira Sobrinho, ficando no poder até agosto de 1995. Depois, mais precisamente, em 1996 Caçulo ajudou a eleger o ex-prefeito dr. Luiz Alberico Nunes da Conceição e em 2000 o atual prefeito José Matos Valadares.

Manoel Ferreira de Matos foi um político carismático, popular, e muito querido pelo povo da região. As portas da sua residência viviam abertas ao povo, mesmo quando estava desprovido de cargo público. Ele não fazia distinção alguma, nem do rico muito menos do pobre, de raça ou cor, isto é, não carregava consigo preconceito algum.Suas principais características que tanto atraiu admiração e respeito do povo era a forma como ele atendia a todos de maneira gentil e atenciosa, e principalmente era fiel aos amigos até às últimas.

Durante suas administrações, Manoel Ferreira de Matos realizou grandes obras a exemplo da construção de várias escolas do município, o conjunto residencial Rivalda Silva Matos entre outras. Assim, Caçulo demonstrara que herdou a façanha empreendedora dos desbravadores que colonizaram o território da Bahia e Sergipe com o trabalho.

Além de exercer expressiva liderança política e social representado no trajeto da evolução civilizatória e democrática do município de Simão Dias, o ex-prefeito Manoel Ferreira de Matos conseguiu também demonstrar a cada pessoa dessa terra o valor da palavra fidelidade para a construção da historia. Fato raro ocorrido no meio político de Sergipe e do Brasil.

 

Liderança política morre em cima de palanque

caculo02

No dia 01 de setembro de 2004, aos 73 anos, Manoel Ferreira de Matos morre em cima de um palanque realizando o que mais gostava de fazer quando discursava ao povo do povoado Caraíba na campanha eleitoral do prefeito, José Matos Valadares e sua filha Mônica Silva Matos como vice, na qual Caçulo iniciou-a na vida política com grande alegria presenciando a mesma ser vereadora por dois mandatos, inclusive, presidente da Câmara Municipal por duas vezes.

O corpo de Caçulo foi velado pela população na sua residência localizada na praça Barão de Santa Rosa e o sepultamento ocorreu no dia 02 de setembro no cemitério São João Batista na cidade de Simão Dias, no qual foi acompanhado por uma multidão jamais vista no município entre elas diversas autoridades a exemplo do senador Antonio Carlos Valadares; o prefeito, José Matos Valadares; o ex-deputado federal, Pedrinho Valadares, o prefeito de Aracaju Marcelo Deda; o deputado estadual Belivaldo Chagas entre outras e comunidade em geral.

Na missa de sétimo dia compareceu a igreja Nossa Senhora Santana familiares de Caçulo; o Governador do Estado, João Alves Filho; o ex-governador de Sergipe, Celso de Carvalho; o senador Antonio Carlos Valadares; Marcelo Déda, o deputado federal Jakson Barreto; o prefeito municipal; Belivaldo Chagas e outras lideranças dos municípios circunvizinhos e população em geral.

 

Um exemplo humano

Sempre temi a fria e tenebrosa escuridão, más, a terra precisa girar, para que outros tenham como nós direitos a luz do divino sol. Afinal no dia seguinte ele volta a nos agraciar com tua luz de puro esplender. Quem bom seria se a morte fosse igual ao sol, mas ela é tão diferente! Leva e nunca traz quem brilha nos olhos da gente.

Caçulo hoje descansa depois de um longo e belo dia de trabalho, amanhã será despertado por um anjo do Senhor que lhe dará vida nova, uma nova e eterna vida espiritual, ouvimos o teu último discurso numa quarta feira, em teu túmulo há uma fala nova. Tenho certeza Caçulo, que seus familiares, amigos e admiradores jamais o esquecerão e hão de saber que da morte do teu corpo renascerá o milagre da vida. Esse teu jeito próprio de ser ninguém imita, era, foi e será para sempre uma autarquia na política sergipana.

Aceitava a vitória como luta, a derrota como tentativa, os inimigos como conhecidos, os amigos como parceiros e os parceiros como entes queridos. Amigo e irmão Manoel Ferreira de Matos, para mim e tantos outros fostes sem dúvida, um exemplo humano que hoje sendo semente deposita o corpo na terra como forma de agradecimento a Deus pelo longo dia vivido de maneira incansável, em defesa dos rejeitados da sociedade.

Caçulo em teu nome qualquer palavra é gasta, por isso, resta-me apenas lembrar com carinho do amigo que agora se tornou mais forte e mais próximo do Pai Eterno. Querido irmão Cristo, que Deus te ilumine e o faça feliz. Que assim seja.

Geraldo Morais

(cantor/compositor)

Por: Jornal Simãodiense

BANNER_HOME- NOTICIAS-VENDE

Comentários

Seja o primeiro a enviar uma mensagem